Setembro Amarelo suicídio

Sinais de alerta para o suicídio

Como eu já comentei anteriormente, o suicídio pode ser prevenido em 90% dos casos. Mas, para isso, é preciso antes de tudo saber identificar o comportamento suicida. É sobre isso que falarei nesse post.

Ao contrário do que alguns acreditam, quase sempre quem se mata dá sinais de que pretende fazê-lo. Alguns sinais são bem claros, como falar sobre intenções de acabar com a própria vida. Outros, nem tanto. É importante estar de olho, especialmente se a pessoa se encontrar em uma situação de risco, como ter um transtorno mental, ou ter sofrido alguma perda recente.

Abaixo, falo um pouco sobre seis sinais de alerta aos quais devemos estar atentos:

1) Mudanças de comportamento

Alterações no comportamento, como mudanças no apetite ou no padrão se sono, podem indicar problemas que levariam a pessoa ao suicídio. Mudanças bruscas, como abandonar um hobby que a pessoa tinha há anos, deixar de ser uma pessoa vaidosa etc, também são fortes indicativos.

2) Falta de esperança em um futuro melhor

Muitas vezes quem pensa em suicídio já perdeu quaisquer esperança de resolver sua situação. Eles podem não conseguir enxergar uma solução e se sentir em um “beco-sem-saída”. Por isso devemos ficar atentos quando alguém afirma que já tentou de tudo, que não há mais o que fazer para resolver um problema. É possível que a pessoa passe a considerar a morte como a tão desejada saída.

3) Desfazer-se de objetos pessoais ou se despedir

É bastante comum que quem planeja se matar queira deixar tudo “arrumado” antes de partir. Por isso, a pessoa pode de uma hora para outra abrir mão de objetos que antes gostava ou mesmo despedir-se dos amigos com certo tom definitivo.

4) Melhora súbita

Se uma pessoa muito deprimida aparenta melhora do nada, é melhor ficar atento. Ela pode estar simulando uma melhora para conseguir ficar a sós e por seu plano em prática, ou estar realmente melhor por acreditar ter conseguido uma “solução” para seus problemas.

5) Falar sobre suicídio: Frases de alarme

Ao contrário da crença popular, quem se mata costuma dar avisos antes. Quando alguém diz que quer se matar, ela pode não estar apenas querendo chamar atenção (falo sobre esse e outros mitos envolvendo o assunto aqui). Qualquer menção ao suicídio deve ser levada a sério!

Fique atento a frases como:

  • “eu sou um peso para os outros” ou “os outros estariam mais felizes sem mim”
  • “cansei da minha vida”
  • “eu não aguento mais”
  • “queria sumir” ou “quero morrer”
  • “não posso fazer mais nada”

Elas podem ser um sinal de que algo está errado!

6) Indícios de alguma doença mental e abuso de substâncias

A maior parte dos casos de suicídio estão ligados a transtornos mentais ou de personalidade, combinado com o uso abusivo de álcool ou outras drogas, incluindo analgésicos. Se a pessoa sofre com depressão, transtorno bipolar, distúrbios alimentares, esquizofrenia ou outros, é necessário ficar atento. Agora, se além disso ela tiver sinais de vício em substâncias psicoativas, é atenção redobrada!

Um dos transtornos que mais frequentemente aparece em casos de suicídio é a depressão, que afeta cerca de 7º da população mundial. Por isso, é importante reparar também nos indícios dessa doença, que incluem:

  • tristeza ou melancolia a maior parte do dia por ao menos duas semanas;
  • queda no desempenho escolar ou do trabalho;
  • baixa autoestima, sentimentos de inutilidade, desesperança ou falta de controle;
  • dores prolongadas;
  • apatia ou falta de interesse por atividades antes prazerosas;
  • Irritabilidade e impulsividade;
  • Isolamento social, entre outros.

Se alguém de seu convívio apresenta um ou mais desses sinais, ofereça sua ajuda. Converse com ela e demonstre sua preocupação. Procure influenciá-la a buscar ajuda profissional. O suicídio é uma epidemia que juntos podemos combater!

Conheça mais sobre como ajudar quem pensa em acabar com a própria vida nesse post.

1 thought on “Sinais de alerta para o suicídio”

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.