Setembro Amarelo suicídio

Precisamos falar sobre o suicídio

Estamos em pleno setembro amarelo – campanha que visa prevenir o suicídio ao abrir diálogo sobre o tema. Hoje, dia 10, em especial, é lembrado em muitos países como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Então estarei dando um foco especial ao assunto nos próximos dias.

O suicídio pode ser definido como o ato de tirar a própria vida. É um tabu em grande parte das culturas e religiões. Contudo, evitar confrontar essa situação ou tratá-la como um assunto proibido, não ajuda em nada.

Se você é daqueles que nunca deu muita importância ao tema, ou que pensa que suicídio é raridade, por favor leia até o fim.

Irei apresentar alguns fatos para demonstrar a dimensão do problema. Espero que você consiga ver como o assunto é bem mais presente no nosso dia a dia do que imaginamos.

  • No Brasil, 25 pessoas tiram a vida todos os dias, segundo o CVV. Não é um número tão alto comparado a outros países. Mesmo assim, enquanto esse número permanece estável nos outros, o número de casos no Brasil vem aumentando significativamente, principalmente entre os jovens.
  • Ao redor do mundo, estima-se que entre 10 e 20 milhões de pessoas tentam se matar por ano e quase um milhão consegue. Entende o impacto desse número? É o equivalente a um suicídio a cada 40 segundos. 40 segundos. E até 2020, a tendência é que alcancem 1,5 milhão de vidas perdidas ao ano.
  • O suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens de 15 a 19 anos. Todos os dias, 14 jovens cometem suicídios, sendo cerca de um a cada 100 minutos.

Chocado? E se eu te dissesse que, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) 90% dos casos podem ser prevenidos? Sim, 90%. Sabendo lidar, o número pode cair de 25 a menos de 3 tragédias diárias, no Brasil.

Para isso ser possível, é preciso entender que o ato de se matar vai além dos dilemas coragem x covardia ou de qualquer esfera religiosa ou não. O suicídio é hoje considerado uma epidemia silenciosa no mundo. É questão de saúde pública. Quantos segundos você levou abrindo esse site, lendo esse artigo? Quantas pessoas estão morrendo agora?

Mudar essa realidade cabe a todos nós. Para começo de tudo, precisamos encarar o fato. É hora de agir, de entender que evitar o assunto não evita o problema. Vamos falar sobre suicídio!

Por hoje é isso aí, espero que estejam gostando e entendendo a importância do assunto. Em breve posto mais sobre isto. Ah, e se algum de vocês quiser compartilhar sua história, fazer críticas ou sugestões, deixe seu comentário, ou entre em contato comigo.

fonte: cartilha “Falando Abertamente sobre Suicídio” do CVV.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.