Projeto Ápice

“Sem tempo”

Estive a pensar sobre o tempo. O desafio do Janeiro Detox dessa semana foi sobre como usamos nosso tempo e, enquanto escrevia em meu diário, percebi uma coisa interessante.

Eu costumo ter problemas com gerenciamento de tempo. Sempre me pressionei muito para fazer as coisas e isso me colocava num ciclo de tempo perdido.

Precisar fazer algo -> me cobrar -> ansiedade -> Procrastinar para evitar a ansiedade -> acumular coisas para fazer -> me cobrar…

Isso também te acontece? Descobri que é comum que as pessoas passem por isso e, como consequência, se sintam inúteis. Especialmente quando você acaba por se entregar e ir fazer uma atividade que gosta.

E então, quando você resiste a se entregar, fica naquela de estar preso entre o que deveria fazer e o que gostaria de estar fazendo. E as horas passam…

O que percebi essa semana é que ser improdutivo não significa ser inútil. As pessoas estão sob constante pressão para produzir, ganhar dinheiro, já que temos a ideia de que é preciso dinheiro para fazer o que nos faz feliz (mas há uma alegria escondida em muitas coisas gratuitas como fazer carinho num gato ou observar uma flor bonita).

E essa presão nos leva a sentir culpa quando paramos para jogar um jogo, ler um livro ou ficar nas redes sociais. É aquela história do “deveria estar trabalhando/ estudando, mas estou [insira uma atividade inofensiva que a pessoa usa para se distrair].

O ladrão do nosso tempo é esse tal de “deveria”. Aquelas atividades que são necessárias, mas nós não queremos fazer, então elas se acumulam, se acumulam e a gente acumula o sentimento de culpa e de inutilidade.

Não me entenda mal, o dever continua vindo antes da diversão. O que quero dizer é que não adianta juntarmos um monte de “deveria” em nossa rotina e depois nos sentirmos culpados quando desistimos por estar sobrecarregados. Ou pior, quando ficamos presos entre “não posso fazer o que gosto” e “estou sem disposição para o que preciso”.

Por isso, a proposta dessa semana foi avaliarmos os nossos “deveria”. Como você gasta seu tempo? Todos os “deverias” dele são necessários para te levar onde você quer chegar? Se você se sente sem tempo para sua vida, avalie se não é hora de cortar alguma coisa da sua rotina.

E sempre separe um tempo para você e para seus Hobbies, mesmo que seja para ser completamente improdutivo. O tempo que você investe em descansar sua mente e viver sua vida é tão importante quanto o tempo investido em ganhar dinheiro.

Relaxe. Não se sobrecarregue com “deverias”. Vamos quebrar esse ciclo que muitas vezes destrói nossa autoestima e vontade de viver. Você não é inútil por não conseguir organizar seu tempo.

E se você, assim como eu, tem “aprender a gerenciar meu tempo” como uma meta para 2018, um bom modo de começar é limpando da sua vida o que não é essencial – até mesmo se for uma profissão que não vá contribuir para seus sonhos. Quando a gente tira o excedente da nossa vida,  é mais fácil desfruta-la.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.