O que é o Transtorno do Espectro Autista (TEA)? | InfoNós
InfoNós

O que é o Transtorno do Espectro Autista (TEA)? | InfoNós

Dia 2 de abril é o dia mundial de conscientização a respeitos do transtorno do espectro autista, mais conhecido como autismo. Esse transtorno afeta 2 milhões de pessoas, apenas no Brasil. Mas ainda está longe de ser conhecido pela população.

A mudança do termo “autismo” para “transtorno do espectro autista” veio do entendimento dessa condição como um espectro. Assim, o diagnóstico de TEA abrange o que antigamente eram 4 transtornos distintos, porém são apenas variações na intensidade das mesmas características.

Características do Transtorno do Espectro Autista

Os principais sinais dessa condição são dificuldade na comunicação e interação social, bem como no processamento sensorial. É ocasionado por uma forma diferente do cérebro interpretar informações, não uma doença.

Entenda melhor no vídeo abaixo:

O autismo não tem cura. Porém, existe como buscarmos uma qualidade de vida melhor para as pessoas com essa condição. Infelizmente, nem todos no espectro possuem acesso a tratamento de qualidade, com plano de saúde e terapeutas escolhidos a dedo.

Então ajude essa causa, compartilhando informação sobre o assunto para gerar visibilidade. Ou então ajude alguma associação de assistência a pessoas com autismo  com doações.

Receber o diagnóstico de autismo para um filho é com certeza muito difícil. Mas o TEA não é uma sentença de morte. É possível desenvolver todo o potencial que a criança tem e alcançar resultados surpreendentes!

Você conhece alguém no espectro autista? Como tem sido sua experiência com isso? Deixe sua opinião pra mim nos comentários!

Confira 12 dicas de filmes e séries sobre o TEA clicando aqui.

O vídeo que aparece na vinheta foi baixado do site www.videezy.com

Alguns dos vetores de crianças utilizado nas animações desse vídeo foram baixados do site: www.freepik.com
Designed by vectorpocket, Macrovector, Freepik e iconicbestiary

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.