Depressão: entenda o transtorno em 5 minutos
depressão InfoNós

Depressão: entenda o transtorno em 5 minutos

A depressão é uma doença mental muito comum, porém ainda rodeada por preconceitos. Segundo a Organização Mundial de Saúde, 322 milhões de pessoas sofriam de depressão no ano de 2015. Por isso, esse transtorno tem sido apelidado de “mal do século”. Saiba mais sobre a depressão no vídeo abaixo:

Sintomas da depressão

Essa doença pode se manifestar diferente de pessoa para pessoa. Além disso, existem tipos diferente dessa síndrome com características distintas entre si. Mas de modo geral, estão entre os sintomas de depressão:

  • Sentimento de tristeza ou vazio presentes na maior parte dos dias por pelo menos duas semanas;
  • Irritabilidade;
  • Ansiedade ou medo;
  • Baixa autoestima, pensamentos de que não tem valor algum, de que é um fracasso;
  • Perda de interesse em atividades que costumava gostar;
  • Queda de desempenho na escola ou trabalho;
  • Falta de concentração;
  • Perda de memória;
  • Falta de motivação;
  • Pensamentos suicidas e/ ou tentativas de suicídio;
  • Alterações no apetite, podendo causar ganho ou perda de peso não intencional;
  • Alterações no sono, como sonolência ou insônia;
  • Problemas gastrointestinais, como constipação ou náusea;
  • Dores de cabeça;
  • Dores no corpo sem causa aparente;
  • Tensão muscular;
  • Disfunção sexual;
  • Dor ou pressão no peito;
  • Fadiga;
  • Inquietação;
  • Dificuldade para fazer atividades do dia a dia, inclusive cuidar da higiene pessoal. Tudo parece muito pesado e difícil de conseguir. Em alguns casos, a pessoa nem sai da cama

O que fazer ao identificar esses sintomas

Se você acha que algum conhecido está com esse transtorno, converse com a pessoa. Diga que você se importa com ela e a quer bem. Fale que se ela não está se sentindo bem, existe tratamento e ela pode melhorar.

Incentive que ela busque ajuda profissional. Mas respeite o tempo da pessoa. Ela pode não querer agora e infelizmente o sucesso da recuperação depende dela.

Não tome isso como uma responsabilidade sua. Não esqueça de se cuidar. Se você sacrificar sua saúde mental pela de outra pessoa, logo não será mais capaz de ajudá-la e precisara de ajuda para você mesmo.

Agora, se você acha que você está com depressão, entenda que não é sua culpa, nem motivo para vergonha. Busque ajuda médica.  Faça terapia. Se preciso, tome os remédios receitados. Recuperar-se é possível e você vai sair dessa.

A melhor forma de combater o preconceito é com o conhecimento, então compartilhe esse artigo para ajudar a alcançar mais pessoas. Vamos juntos trabalhar pela conscientização. Saúde mental é tão importante como a física!

entenda a depressão

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.