dicas

Prioridades

Já parou pra pensar como muita coisa na nossa sociedade não faz sentido? Falando do socialmente aceitável, o objetivo da vida é acumular riquezas e sucesso. Isso não é considerado egoísmo para a maioria. Agora, quando você dedica tempo a si mesmo, recebe críticas por ser “preguiçoso” e “inútil”.

Quando somos jovens, nossos deveres são estudar, ser o melhor e enquadrar-se num padrão que a sociedade impõe. Se você não for bem na prova, será chamado de burro, vagabundo, etc. Se você não tiver roupas da marca certa, não usar maquiagem no caso de ser do sexo feminino ou usar sendo do sexo masculino, você é esquisito.

Isso gera sofrimento a todos, especialmente a alguém que sofre com algum transtorno mental. Quem tem depressão é muitas vezes chamado de folgado por ter sua “produtividade” diminuída. Somos mais pressionados em cumprir nossas obrigações do que em trabalhar na nossa recuperação. Não devia ser assim.

No meio dessa sociedade confusa, quero criar um apelo para algo: é preciso tirar um tempo para você. De que adianta, afinal, acumular “condição de vida” sem viver a vida?

Não que você não deva estudar, ter um bom emprego e cumprir suas obrigações. Contudo, qual é o sentido desse “sucesso” vir em primeiro lugar? Não é errado separar um tempo para se divertir, nem ter um hobby – mesmo que não seja produtivo. Não é errado não estar bem o bastante para fazer suas “prioridades”.

Eu mesma já passei pela experiência de não estar bem, no entanto me forçar a estudar e acabar frustrada com um trabalho mal feito e ainda mais deprimida. Quantas vezes já não me senti culpada por achar que sou “inútil”?!

Mas priorizar sua saúde, física e mental, não é ser inútil. Não está errado.  Aliás, está é certo. Independente do que o mundo espera de você, é mais importante que você tenha uma vida saudável. Precisamos mudar nossos hábitos e digo isso começando por mim.

É mais importante você dormir o suficiente do que tirar boas notas.

É mais importante fazer o que você gosta do que aquilo que dá mais dinheiro.

É mais importante investir tempo em sua recuperação do que atingir as expectativas de todo mundo.

Não é egoísta parar o que “precisa” fazer e fazer algo que ajude sua mente. Vale mais a pena fazer menos de forma eficiente do que ficar estagnado diante do muito.

Isso é difícil, pois a família exige muito de nós, a escola exige muito de nós e por fim, nós exigimos muito de nós. Entretanto, está na hora de pensarmos sobre o que significa “prioridade”.

Então, se você está se sentindo sobrecarregado, pare. Pare e vá pintar, escrever, meditar, caminhar, fotografar ou fazer qualquer coisa que te faça bem. Tire uma parte do dia para cuidar do mais importante na sua vida: você mesmo.

Você precisa. Você merece.stop

2 thoughts on “Prioridades”

  1. Realmente… a sociedade exige muito de nós e por causa dessa pressão nós acabamos exigindo demais de nós mesmos, e isso, muitas vezes, acaba gerando consequências. Talvez se nós reservássemos boa parte de nosso tempo simplesmente para fazer algo que gostamos ou para relaxar a mente, teríamos mais confiança em nós mesmos. Fazer o que gostamos não tem preço, não há dinheiro que compre o prazer e o gostinho de fazer aquilo que gostamos, aquilo que nos deixa felizes, não é mesmo?…
    Uma garota no twitter me indicou o blog (@Lah_Purple ) e eu gostei bastante do texto deste post. Vou estar sempre acompanhando aqui, pode contar com meu apoio! Beijos no core <3 😀

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.