dicas Setembro Amarelo suicídio

Como lidar com pensamentos suicidas

O mês de setembro acaba hoje, mas a prevenção ao suicídio precisa continuar! Hoje publicarei esse post, onde darei algumas dicas de como lidar com pensamentos suicidas e logo mais um sobre como ajudar alguém que passa pelo problema.

Ao contrário do que muitos pensam, lutar contra pensamentos suicidas é trabalhoso, difícil e cansativo. Não é fácil continuar quando você sente que não é mais capaz. A quem está nessa luta, não se esqueça que você não está sozinhx.

Primeiro de tudo, é importante deixar claro que você pode até se sentir um peso para os demais, achar que é inútil ou que merece morrer. Contudo, nada disso é verdade. Você é uma pessoa incrível do jeito que é, que merece melhorar e você irá. Não desista!

Dicas de como lidar com pensamentos suicidas

  • Procure ajuda

Isso é muito importante. Procure ajuda de um médico ou terapeuta. Não precisa ter vergonha. Você pode sair dessa situação. Porém, às vezes é necessário ajuda externa. Não há nada de errado com isso. Se você for menor, converse com seu responsável, um professor ou outro adulto de confiança e aceite buscar ajuda profissional. Um médico ou psicólogo pode fazer toda diferença.

  • Converse com alguém

Evite ficar só num momento de crise. converse com algum amigo, familiar, professor ou qualquer pessoa de confiança. Agora, caso você prefira, ligue para alguma linha anônima que ofereça ajuda, como o CVV.

O CVV trabalha nessa área a mais de 50 anos com a política de ouvir e apoiar pessoas sem julgamentos e de forma anônima. O serviço funciona 24 horas e você pode escolher como prefere ser atendido: é só discar 188 ou entrar em contato pelo chat, email ou skype no site http://www.cvv.org.br/.cvv 188 como lidar com pensamentos suicidas

  • Não se julgue por ter pensamentos suicidas

É comum ouvirmos que o suicídio é um ato egoísta, ou uma fraqueza. Isso está muito errado. Se você lida com pensamentos suicidas, convive com um peso maior do que aqueles que não o entendem. Não seja duro consigo mesmo.

O que está acontecendo não é sua culpa, seja gentil com você mesmo. Entenda como você é forte por ter sobrevivido 100% dos seus dias até agora! Você merece se sentir orgulhoso de si mesmo!

  • Conheça a técnica “HALT”

“HALT” é um acrônimo em inglês de “Hungry, Angry, Lonely, Tired”, que também significa “pausa”. Foi criado, provavelmente, pelos Alcoólatras Anônimos e é uma ferramenta para ajudar na recuperação. Basicamente, é uma soma de 4 sentimentos que te levam a um estado de perigo: Raiva, solidão, cansaço e fome.

A junção desses fatores pode agravar os pensamentos suicidas. A proposta aqui é compreender esses sentimentos e lidar de uma forma bem simples. Quando seus pensamentos suicidas estiverem fortes, faça uma pausa. Você pode estar com esses sentimentos. E aí é que está, entre os 4 há um particularmente fácil de resolver: a fome.

Minha dica é, quando estiver ficando difícil aguentar, coma alguma coisa. Não precisa ser muito, nem algo específico. Mesmo que você esteja sem coragem ou vontade, atenda a essa necessidade do seu corpo e então será muito mais fácil lidar com o resto.

  • Dê tempo a si mesmo

Combine consigo mesmo esperar 48h. Em dois dias muita coisa pode mudar. Se você for em frente com seu plano hoje, nunca saberá como poderia ter sido. Adie seu plano e use o tempo que você ganhou para buscar ajuda. Você verá como vai valer a pena.

  • Faça planos para evitar a próxima crise

Aproveite quando estiver bem para se prevenir de problemas futuros. Assim, se você piorar outra vez, estará mais bem preparado. Existem muitas opções. Você pode fazer uma lista de coisas que ama e de pessoas que te querem bem para ler quando estiver triste; uma lista de atividades prazerosas para escolher e fazer num momento difícil; desenvolver uma habilidade que te proponha metas a alcançar, etc.

  •  Não use drogas ou álcool

Embora o uso de alguma substância possa trazer algum prazer momentâneo, a longo prazo irá aumentar os riscos de suicídio. A maior parte das pessoas que se matam são dependentes de alguma droga. Dê um tempo para sua mente clarear e busque tratamento para seus vícios, caso você possua algum. Coloque sua saúde e segurança em primeiro lugar.

  • Deixe sua casa mais segura

Livre-se de objetos cortantes, cordas ou qualquer coisa que você possa usar para se machucar se não estiver bem. Enterre, jogue fora ou peça que alguém cuide daquilo até que você melhore. Não torne mais fácil para você mudar de ideia.

Agora, se você não se sentir seguro em casa, vá para um lugar onde corra menos riscos, fique com um familiar ou combine de passear com um amigo até se sentir melhor.

  • Evite gatilhos

Músicas e filmes tristes podem parecer a melhor companhia quando não estamos bem. É incrível como podem dizer exatamente o que sentimos! Porém, se você estiver lidando com pensamento suicidas, evite-os.

Procure ouvir / ver/ ler apenas coisas alegres que te ajudem a ficar melhor e não arrisquem piorar a situação. Isso também vale para drogas, álcool ou pessoas emocionalmente abusivas. Se algo te deixa particularmente desesperado ou negativo, identifique o que é e se afaste.

  • Peça companhia a um amigo

Não ficar sozinho nesses momentos pode ser fundamental. Não tenha vergonha de pedir ajuda a alguém de sua confiança. Peça companhia, seja para desabafar, se divertir ou apenas estar com alguém enquanto faz suas tarefas.

  • Procure descobrir o que causa esses pensamentos

Depressão, bullying, abandono ou abuso podem ser a causa. Tente identificar por que isso está acontecendo com você e aprenda a lidar com isso. Você pode expressar-se através de um diário, compor músicas, escrever histórias, desenhar ou algo assim. Transforme seus pensamentos em algo que você possa ver – isso irá te ajudar a se organizar melhor.

Psicoterapia também pode ajudar. Muita gente tem preconceito, mas não há nada demais em ir a um psicólogo e vai te ajudar a lidar com as causas dos pensamentos suicidas. Experimente, será muito importante para uma recuperação total!

  • Se você acha que não conseguirá aguentar muito mais, e os pensamentos não melhorarem, procure ajuda imediatamente. Vá a um hospital, ligue para o CVV ou mesmo para a emergência e priorize sua segurança. Não deixe a vergonha te impedir se você estiver em perigo. Você precisa de ajuda e é exatamente para isso que eles estão lá.

Finalizando, é importante reforçar: Você não merece morrer. Isso é apenas uma mentira da sua mente, não acredite. Cuide de você mesmo. Você não está sozinho nessa!

fonte: WikiHow

1 thought on “Como lidar com pensamentos suicidas”

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.